MoMa celebra o futurismo Dada

Texto: Roberta Graham

Estamos nos acostumando a pensar no século XXI como um momento de pluralidade. Hoje, ser apenas um não é mais necessário e muitas vezes nem mesmo desejável em nossa sociedade.  Agora é o momento de sermos muitos e enxergamos o espírito do nosso tempo como o eco da modernidade, compreendendo nossos papéis quase que como desbravadores das possibilidades proibidas de vida. Acontece que como sempre, as idéias que colhemos hoje são frutos de sementes plantadas no passado e podemos remeter a virada cultural que começa a se delinear nesse princípio de século com os manifestos defendidos pelos integrantes do movimento Dada, surgido na Suíça após a Primeira Guerra Mundial. 

O MoMa, em Nova York, vai receber a partir de junho a exposição “Dadaglobe Reconstructed”, um antigo plano de Tristan Tzara que visava reunir os trabalhos de artistas como Man Ray, Sophie Tauber-Arp, Francis Picabia e Marcel Duchamps. A mostra e o livro que a acompanha deveriam ter sido lançados em 1921 mas o projeto nunca foi levado adiante devido às dificuldades financeiras. O movimento Dada foi o primeiro a cruzar oceanos intencionalmente, seu projeto já era internacional em 1918. 

Um marco moderno do Dadaísmo - talvez tão a frente do seu tempo que apenas hoje começamos a compreender a proposta - é o da pluralidade de plataformas. O grupo apresentava seu trabalho através da poesia, da fotografia, colagem, escultura e pintura, sempre trazendo um olhar de escárnio em relação às atitudes nacionalistas e materialistas. Veio deles também o conceito de apresentar objetos do uso cotidiano como obras de arte, os próprios artistas exercendo sobre elas muito pouca influência plástica. Os Dada, que eram contra até a própria organização por não acreditarem em organizações, se diziamanti-Dada. Quem pretende compreender e conjecturar os rumos do século XXI deve ajustar as lentes 100 anos para o passado e, por esse motivo, trata-se de uma exposição imperdível. 

Dadaglobe Reconstructed - MoMa, NYC

De 12 de junho à 18 de setembro de 2016

 

Man Ray

Man Ray