Geração 80

Texto: Roberta Graham / Fotos: Vitor Vieira

Desfile de abertura do Rio Moda Rio traz homenagem às marcas que definiram uma década. 

É difícil de acreditar mas já se passaram quase 40 primaveras desde os anos 80. A década, marcada pelo excessos no lifestyle e - consequentemente -  na moda, foi o último suspiro de cores e brilhos antes da chegada dos dez anos de caras limpas, minimalismo e camisas de flanela trazidos pelos anos 90. O Rio de Janeiro, cidade que transpira vibração, mergulhou de cabeça na era do biquini asa delta, vestidos tubinho e mochilas emborrachadas. Trocando em miúdos, os anos 80 eram uma festa e o Rio Moda Rio, semana de moda que acaba de despontar no calendário da cidade, foi justo ao prestar sua homenagem aos nomes que ajudaram a construir este cenário. 

George Henri, Maria Bonita, Yes Brazil e Company - cada uma em seu segmento - estiveram presentes nos armários cariocas de crianças, mães e avós. As modelos consagradas da época também foram relembradas - Silvia Pfeifer marcou presença desfilando peças de George Henri mas quem roubou a cena foi mesmo Xuxa. A apresentadora surgiu com um visual diferente - cabelos longos e blusa transparente - para o desfile da Yes Brazil. Betty Lago, que faleceu ano passado, também recebeu sua homenagem póstuma. Na trilha sonora, David Bowie e Prince nos lembraram de uma época em que o Rio de Janeiro fervia. O Rio Moda Rio nos trouxe, já na sua abertura, a esperança de que os cariocas ainda tenham muita tinta para respingar na moda brasileira.