Obrigado por ser humano.

Texto: Anthonio Andreazza

bus, new york, 1954 • saul leiter

bus, new york, 1954 • saul leiter

 

Ônibus. Um jovem sentado no banco contra a janela com folhas impressas na sua mão. Ele parece confortável. Um senhor, de headphones de marca, uma bolsa de couro e uma jaqueta azul marinho entra interagindo com o trocador. Ele parece amigo de longa data do senhor, trocam assuntos rasos de cotidiano, tempo, futebol, acontecimentos recentes. Pelo aumento de volume, o jovem olha querendo entender o que está acontecendo. O senhor indo sentar no assento preferencial cruza olhares com ele

- Ih, ta com prova? Vai tirar 10?

o jovem não sabe responder.

- é, ainda tenho que ler muito.

- pô, não quero te atrapalhar então

- não magina…

- Boa sorte na prova.

- Obrigado.

Ele sorri. O senhor sorri de volta. Indo sentar, olha novamente para o jovem.

- Não, obrigado você, por ser humano.

O jovem não sabe responder.

O senhor abre um sorriso.

- Obrigado por ter me dado um minuto de seu tempo.

O jovem sorri.

O ônibus continua seu trajeto.