Cicatrizes em tecido

Por Roberta Graham

A obra do artista britânico Henry Hussey poderia estar exposto nas paredes de um palácio medieval mas, até o dia 30 de julho, esteve nas paredes da Gallery 8, em Londres. Ele, que ficou conhecido por seu trabalho com tecidos e desenhos, apresentou na exposição “Reliquaries” um olhar mais maduro sobre temas como família, amor, política e religião, discutindo as marcas que cada um deles deixa em nós, ao longo de nossas vidas. A temática é uma evolução dos questionamentos sobre a relação disfuncional com o pai, que marcaram seus trabalhos até este momento. 

Henry cresceu rodeado de tecidos e, não por acaso, acabou escolhendo as rendas, brocados, veludos, brilhos e pérolas como base para a sua criação artística. A nova mostra é fruto da fusão dos trabalhos Locking Horns de 2015 e The Last Breath de 2016. As imagens resultantes lembram bandeiras, caveiras mexicanas e partes do corpo, embaralhadas e trabalhadas com uma multiplicidade de técnicas.