Festival de cultura do Oriente Médio chega ao fim

Texto: Valéria Bravo Maynard

A Art Week Dubai 2017 dá adeus e já estamos com saudades. ‘CAUSE acompanhou de perto o que de mais relevante aconteceu durante o maior festival de cultura do Oriente Médio. Realizado sempre nos meses de março, o evento apresentou uma infinidade de atividades espalhadas pelas cidades dos Emirados Árabes Unidos e que, definitivamente, tem colocado a região no mapa das artes e do design.

Uma fotografia da série Borderlands, da exibição solo da artista multimídia Alia Ali, que foi inspirada pelo clima hostil que muitos refugiados encontraram em terras estrangeiras. Na Gulf Photo Plus, na Alserkal Avenue

Uma fotografia da série Borderlands, da exibição solo da artista multimídia Alia Ali, que foi inspirada pelo clima hostil que muitos refugiados encontraram em terras estrangeiras. Na Gulf Photo Plus, na Alserkal Avenue

A programação tem crescido a cada ano e o que antes era apenas uma iniciativa regional, vem se consolidando como um evento globalizado, abrindo espaços para galerias e artistas de várias partes do mundo. Ao mesmo tempo, a Art Week tem atraído os olhos do mercado internacional para a produção artística e de design local. Um número cada vez maior de colecionadores e investidores, além de representantes de galerias e museus de arte, tem desembarcado na região para acompanhar a maratona cultural. Dubai, em especial, já que a cidade sedia dois eventos-âncoras do festival: o Art Dubai, a feira de arte, que já está na sua 11° edição; e o Design Days Dubai, realizado desde 2012, é o maior evento de design colecionável da região. Isso sem falar da Alserkal Avenue, no bairro industrial de Al Quoz. Inicialmente, galpões foram se transformando em galerias e estúdios de arte, fotografia, etc, tudo de uma forma muito orgânica. Recentemente, porém, o complexo passou por uma expansão e modernização e, hoje, totaliza mais de 70 espaços criativos. Abriga, ainda, um dos projetos mais badalados do momento, o Concrete, assinado pela Office for Metropolitan Architecture (OMA), empresa do não menos badalado arquiteto holandês Rem Koolhaas.  Já no coração financeiro da cidade, as galerias do DIFC mais uma vez abrem suas portas para exibições especialmente montadas para o festival. Aliás, para quem estiver na região ou planejando uma visita em breve, vale lembrar que muitas exposições das galerias do DIFC e da Alserkal Avenue têm duração ampliada, algumas se estendem até o fim da primavera nesta parte do planeta.

Visitantes apreciam a obra People and Power de Ahmad Moualla, na exposição Syria Into Light, na galeria Concrete, na Aserkal Avenue. A tela mede 3m x 12m

Visitantes apreciam a obra People and Power de Ahmad Moualla, na exposição Syria Into Light, na galeria Concrete, na Aserkal Avenue. A tela mede 3m x 12m

Moto do dia: compartilhe arte - A Art Week chegou ao fim, mas a temporada de eventos em Dubai está a todo vapor. A maratona de arte sai de cena e passa o bastão para a cobertura de moda, em Dubai. A Fashion Forward começa amanhã e a nossa correspondente internacional, Valéria Bravo Maynard, continua em Dubai para trazer as novidades do que anda sendo produzido no Oriente Médio, em primeira mão. Acompanhem.

Na esquerda: Esculturas do arquiteto espanhol Santiago Calatrava para a galeria Marlborough, no Art Dubai. Ele é o autor do projeto do Museu do Amanhã, Rio de Janeiro. É dele também o projeto vencedor para construir uma nova torre de observação no Dubai Creek Harbor, que contará com museu, lojas e auditório | Na direita: Obra Spherical do artista francês Damien Bénéteau, que faz parte da Optical Variations, a exposição de seus hipnóticos móbiles iluminados, na MB&F M.A.D.Gallery, na Alserkal Avenue

Na ponta esquerda: Parece fotografia, mas a obra Platform (Tríptico) do artista português Gil Heitor Cortesão é óleo sobre plexiglass. Apresentado pela galeria Carbon 12, no ArtDubai | No meioRemix, do premiado designer australiano Brodie Neil, é uma chaise longue de madeira e plástico recuperados, resultando em ondas multicoloridas. Pela Britain Takes Shape, inciativa liderada pelo British Council, no Design Days Dubai | Na ponta direita: A obra digital interativa Flowers and People tem sensores em pontos da tela, que captam os movimentos de quem estiver apreciando a obra. As flores desabrocham ou definham em um balé musicado que nunca se repete. Do coletivo TeamLab (Tóquio). Representado pela Pace Gallery / Martin Browne Contemporary / Ikkan Art International, no Art Dubai

Na esquerda: Flying Chair, uma luminária feita de cristais austríacos pela artista francesa Geraldine Gonzalez, que também já assinou sapatos (Clergerie) e cenografia para vitrines das lojas de marcas de luxo, como Givenchy e Hermes, entre outras. Na Territoire(s), no Design Days Dubai | Na direitaCrystal Medusas, Geraldine Gonzalez, como a anterior

Volcano (2015), da exposição solo Illuminated Space da artista Samia Halaby, que se estende até junho na Ayyam Gallery, na Arsekal Avenue

Volcano (2015), da exposição solo Illuminated Space da artista Samia Halaby, que se estende até junho na Ayyam Gallery, na Arsekal Avenue