Termômetro artístico londrino – Frieze Art Fair

Entrevistas e fotos: Valeria Bravo Maynard
Texto: Rafaela Mattera

A temporada está sendo artística e intensa para a ‘CAUSE. Depois da Bienal de São Paulo e ArtRio, lançamos nosso olhar para Londres, onde nos últimos dias aconteceu a Frieze Art Fair.

Há anos no calendário de artes londrino, contemplar as infinitas obras expostas é, não só uma maratona, como também uma espécie de termômetro cultural para a arte no geral.

Obra luminosa de James Turrell, escultura de laca azul com aço inoxidável de Gary Hume, bailarina de Jeff Koons, uma reluzente peça vermelha de Anish Kapoor, estavam presentes no evento. Além da serpente do canadense Jon Rafman, combinando realidade virtual com uma escultura feita de couro e madeira, que foi um dos destaques no stand da Seventeen Gallery.

 Jon Rafman

Jon Rafman

A artista americana Samara Golden aborda cenários domésticos e atribui a eles um tom absurdo, quase onírico, como é o caso da obra “Fall of Corners”, com mesas penduradas na parede, que estava em exposição no stand da Canada Gallery. Seu trabalho já foi exposto em exibições solos no MoMA e na Frieze Projetcs NY, apenas para citar alguns, dos seus muitos, feitos artísticos.

  Samara Golden

Samara Golden

Outro nome feminino e, dessa vez, brasileiro que tem motivos para comemorar sua participação na Frieze é Leonor Antunes: duas de suas esculturas fazem agora parte do acervo do Tate Modern.

  Samara Golden

Samara Golden

A obra “Farsa” da brasileira Dora Longa Bahia, inspirada pela pintura de Manet “A Execução de Maximiliano”, de 1868, estava exposta na Galeria Vermelho. Ao invés de retratar a morte de Maximiliano pelas forças de resistência republicana no México, ela apresenta um soldado do ISIS sendo executado pelas Forças Armadas Sírias, como a galeria contou em conversa com Valéria Bravo Maynard, correspondente internacional da ‘CAUSE MAGAZINE. Se não bastasse o talento para as artes visuais, Dora também é inserida no meio musical de São Paulo desde que começou a tocar baixo na banda punk chamada Disk-putas. Hoje, toca com a banda Cão, que é muito atenta ao aspecto visual de seus shows.

 Dora Longa Bahia

Dora Longa Bahia

Na galeria A Gentil Carioca, a obra da talentosa Maria Nepomuceno estava presente.

Desviando das brasileiras, mas mantendo o foco sobre o feminino, o neon rosa “I am a feminist”, de Yael Bartana dialogou perfeitamente com o début de Maria Grazia Chiuri na Dior.

  Yael Bartana

Yael Bartana

Assim foi a Frieze deste ano, um dos mais importantes eventos de arte contemporânea. Para mais Arte, aguarde nossa próxima edição. #printisnotdead “causeitsar