DE POTÊNCIA PETROLIFERA A NOVO DESTINO DE MODA, ARTE E DESIGN

Como o Dubai Design District vem moldando a cena criativa na região e sediando os mais importantes eventos.

Por Valéria Bravo Maynard

Fotos
Valéria Bravo Maynard
Divulgação

Hoje, 02 de dezembro, os Emirados Árabes Unidos (EAU) celebram o Dia Nacional, marcando os 46 anos de unificação dos sete emirados no moderno país, que conhecemos atualmente. Dubai, a cidade mais famosa dos EAU, tem contribuído para colocar a jovem nação no mapa do mundo quando o assunto é moda, arte e design. Para dar conta dos objetivos ambiciosos nessas áreas de produção criativa foi construído o Dubai Design District (d3), que segue à risca o mantra local de pensar grande, sem medo de ousar. Dubai Design Week e Dubai Fashion Forward encontraram no d3 a plataforma ideal para a realização dos seus eventos de design e moda, respectivamente. 

 

Quando o d3 foi inaugurado em abril de 2015, foi logo comparado a alguns dos mais conhecidos centros de criatividade do mundo como Shoreditch, em Londres, e Miami Design District. A principal missão do d3 é catapultar os talentos locais ao cenário internacional e, ao mesmo tempo, se firmar como sede e espaço de colaboração para alguns dos grandes nomes do design mundial. Hoje, o distrito abriga sete mil criativos, espalhados em mais de 400 empresas, trabalhando em segmentos relacionados a design, incluindo o de moda. São empresas do quilate da Chopard e Zaha Hadid Arquitetura, entre outros. Na próxima etapa de investimentos no D3, será inaugurado em 2019, o Dubai Institute of Design and Innovation (DIDI), uma universidade inteiramente dedicada à produção do conhecimento na área. 

O d3 foi também palco da 10º edição do Dubai Fashion Forward e da terceira edição do Dubai Design Week. ‘CAUSE conferiu de perto os dois eventos e mostra nos links abaixo os highlights do que foi apresentado. Leia também a matéria sobre o Global Grad Show, com direito a convite especial do curador da mostra aos jovens estudantes de design brasileiros.